Phellodendron amurense e Magnólia Officinalis

Ambos reduziram o estresse sem causar sedação.

A associação dos fitoterápicos Magnólia officinalis e Phelodendron amurense reduz significativamente a ansiedade, alivia o stress, reduz níveis de cortisol e reduz a compulsão alimentar.

O complexo fitoterápico Magnólia officinalis e Phelodendron amurense é um produto natural, composto por duas plantas medicinais, tradicionais na medicina chinesa.

A magnólia é usada para tratar vários tipos de distúrbios ligando os benefícios ao controle da ansiedade com o hormônio cortisol, associado à obesidade, diabetes, osteoporose e problema de memória.

A berberina, principal ativo presente no Phellodentron, tem a capacidade de reduzir o açúcar no sangue e o colesterol ruim “LDL” protegendo também o fígado contra compostos tóxicos. Também age sobre o efeito ansiolítico, antidepressivo e melhora no humor. (CHEN, 2012; HAN, 2010)

A proposta em associar Magnólia com Phellodendron é uma eficácia maior no controle de estresse e ansiedade comparada ao uso destes compostos separados. Estudos afirmam que esta associação possui atividade ansiolítica, diminui o estresse e induz o sono repousante. Além disto, apresenta a capacidade de reduzir os níveis de cortisol circulante, uma vez que altos níveis deste hormônio esta relacionado ao aumento de ingestão de alimentos calóricos e ricos em açúcar. (KALMAN, 2008; GARRISON, 2006).

Diferenciais

•Estudos indicam que honokiol possui efeito ansiolítico sem os efeitos colaterais do diazepam (disfunção motora, sedação e amnésia)

•A berberina, constituinte do Phellodendron, demonstrou significante efeito ansiolítico e antidepressivo e melhora no humor.

 

Indicação

•          Combate estresse.

•          Depressão.

•          Osteoartrite.

•          Auxilia perda peso / obesidade.

•          Anti-inflamatório.

•          Diarreia.

•          Ulceras estomacais.

•          Diabetes.

•          Psoríase.

 

SUGESTÃO DE FÓRMULA

Magnólia officinalis ext. seco 2%                350mg

Phelodendron amurense ext. seco 97%     350mg

Excipiente qsp 1 cápsula

30 cápsulas

Posologia

Tomar 1 cápsula, 2 vezes ao dia (a última ao deitar).

Contra Indicações

Doses elevadas do extrato de Magnólia officinalis podem causar sonolência.

Doses elevadas do extrato de Phelodendron amurense podem causar hiperemia ocular, visão turva, papilas dilatas, cefaléia e náuseas.

Advertências 
1- Mantenha todo e qualquer medicamento longe do alcance de crianças. 
2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas. 
Temperatura de melhor conservação: 15 a 30º C. 
3- Não partir ou mastigar esse produto. 
4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido. 
5- Mantenha seus exames médicos em dia. 
6- Exercite-se regularmente e alimente-se com bom senso. 
7- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido. 
8- Imagens meramente ilustrativas. 
9- Mulheres grávidas ou amamentando e crianças não devem utilizar este produto, já que não há estudos que possam garantir a segurança nestas situações. 
10-Efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer. 
11- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto. 
Em caso de hipersensibilidade, recomenda- se interromper o uso e consultar o médico. 
“É permitida às farmácias e drogarias a entrega de medicamentos por via postal desde que atendidas as condições sanitárias que assegurem a integridade e a qualidade dos produtos, conforme legislação vigente”. 
“O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário o direito à informação e orientação quanto ao uso de medicamentos solicitados por meio remoto”. 
RDC 44 de 17 de agosto de 2009 
“A dispensação de plantas medicinais é privativa das farmácias e ervanarias, observados o acondicionamento adequado e a classificação botânica e adequada orientação de profissional da saúde. As embalagens não podem ter alegações terapêuticas”. 
(Lei 5991/73)
"Trata-se de descrição do produto e não propaganda. Consulte sempre um especialista". 
Somos uma Farmácia de manipulação. Portanto, os produtos naturais anunciados neste site serão produzidos sob encomenda.

Phellodendron amurense e Magnólia Officinalis

R$115,90 R$100,90
Phellodendron amurense e Magnólia Officinalis R$100,90
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • ATENÇÃO: (Considerar 3 dias úteis após o pedido aprovado para retirada de manipulados) Essence Cosmética e Manipulação - Rua Arthur Bernardes, 198 Ribeirão Preto/SP - Jardim Sumaré (16) 3329-9960 / (16) 3329-9970 Atendimento de Segunda à Sexta das 9:00 às 18:00 Sábado das 9:00 às 12:00 Responsável Técnico: Thais Helena Maranghetti Ferreira Pereira CRF SP - 50007

    Grátis

Phellodendron amurense e Magnólia Officinalis

Ambos reduziram o estresse sem causar sedação.

A associação dos fitoterápicos Magnólia officinalis e Phelodendron amurense reduz significativamente a ansiedade, alivia o stress, reduz níveis de cortisol e reduz a compulsão alimentar.

O complexo fitoterápico Magnólia officinalis e Phelodendron amurense é um produto natural, composto por duas plantas medicinais, tradicionais na medicina chinesa.

A magnólia é usada para tratar vários tipos de distúrbios ligando os benefícios ao controle da ansiedade com o hormônio cortisol, associado à obesidade, diabetes, osteoporose e problema de memória.

A berberina, principal ativo presente no Phellodentron, tem a capacidade de reduzir o açúcar no sangue e o colesterol ruim “LDL” protegendo também o fígado contra compostos tóxicos. Também age sobre o efeito ansiolítico, antidepressivo e melhora no humor. (CHEN, 2012; HAN, 2010)

A proposta em associar Magnólia com Phellodendron é uma eficácia maior no controle de estresse e ansiedade comparada ao uso destes compostos separados. Estudos afirmam que esta associação possui atividade ansiolítica, diminui o estresse e induz o sono repousante. Além disto, apresenta a capacidade de reduzir os níveis de cortisol circulante, uma vez que altos níveis deste hormônio esta relacionado ao aumento de ingestão de alimentos calóricos e ricos em açúcar. (KALMAN, 2008; GARRISON, 2006).

Diferenciais

•Estudos indicam que honokiol possui efeito ansiolítico sem os efeitos colaterais do diazepam (disfunção motora, sedação e amnésia)

•A berberina, constituinte do Phellodendron, demonstrou significante efeito ansiolítico e antidepressivo e melhora no humor.

 

Indicação

•          Combate estresse.

•          Depressão.

•          Osteoartrite.

•          Auxilia perda peso / obesidade.

•          Anti-inflamatório.

•          Diarreia.

•          Ulceras estomacais.

•          Diabetes.

•          Psoríase.

 

SUGESTÃO DE FÓRMULA

Magnólia officinalis ext. seco 2%                350mg

Phelodendron amurense ext. seco 97%     350mg

Excipiente qsp 1 cápsula

30 cápsulas

Posologia

Tomar 1 cápsula, 2 vezes ao dia (a última ao deitar).

Contra Indicações

Doses elevadas do extrato de Magnólia officinalis podem causar sonolência.

Doses elevadas do extrato de Phelodendron amurense podem causar hiperemia ocular, visão turva, papilas dilatas, cefaléia e náuseas.

Advertências 
1- Mantenha todo e qualquer medicamento longe do alcance de crianças. 
2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas. 
Temperatura de melhor conservação: 15 a 30º C. 
3- Não partir ou mastigar esse produto. 
4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido. 
5- Mantenha seus exames médicos em dia. 
6- Exercite-se regularmente e alimente-se com bom senso. 
7- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido. 
8- Imagens meramente ilustrativas. 
9- Mulheres grávidas ou amamentando e crianças não devem utilizar este produto, já que não há estudos que possam garantir a segurança nestas situações. 
10-Efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer. 
11- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto. 
Em caso de hipersensibilidade, recomenda- se interromper o uso e consultar o médico. 
“É permitida às farmácias e drogarias a entrega de medicamentos por via postal desde que atendidas as condições sanitárias que assegurem a integridade e a qualidade dos produtos, conforme legislação vigente”. 
“O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário o direito à informação e orientação quanto ao uso de medicamentos solicitados por meio remoto”. 
RDC 44 de 17 de agosto de 2009 
“A dispensação de plantas medicinais é privativa das farmácias e ervanarias, observados o acondicionamento adequado e a classificação botânica e adequada orientação de profissional da saúde. As embalagens não podem ter alegações terapêuticas”. 
(Lei 5991/73)
"Trata-se de descrição do produto e não propaganda. Consulte sempre um especialista". 
Somos uma Farmácia de manipulação. Portanto, os produtos naturais anunciados neste site serão produzidos sob encomenda.